Imprensa

|

Notícias

15/04

Como nascem as tendências de moda e como aplicá-las

Entra estação, sai estação e os fashionistas e designers de marca não perdem tempo para se antenar nas mais novas tendências de moda — mas de onde, afinal, vêm essas tendências?

COMPARTILHAR:

Entra estação, sai estação e os fashionistas e designers de marca não perdem tempo para se antenar nas mais novas tendências de moda — mas de onde, afinal, vêm essas tendências? Será que elas surgem como “recados do universo” ou tem um comitê de pessoas, como uma espécie de “Academia do Oscar”, só que da moda, que se reúne todos os anos para decidir que azul ciano é bom e que basta de estampa xadrez?

Brincadeiras à parte, neste post explicaremos um pouco sobre como nascem as tendências, as análises e os profissionais envolvidos nisso, e como elas são traduzidas para as coleções que, no fim das contas, encontramos nas lojas. 

O que são tendências?

Segundo o dicionário Michaelis, uma das definições de tendência é “orientação comum em determinada categoria ou grupo de pessoas. No ramo da moda, elas se referem ao que se vai usar e consumir em determinado período ou momento. Trata-se das roupas, de acessórios, de cores, de estampas, de modelos e até mesmo de tecidos e de materiais que entrarão no gosto do público durante uma época específica.

As tendências de moda podem ser percebidas tanto nas mídias quanto nas ruas e representam previsões do que uma quantidade expressiva de consumidores irá vestir e comprar na temporada.

Dessa forma, a indústria da moda precisa desse guia para saber o que os clientes estão procurando e para entender o que produzir e vender. 

Para evitar o prejuízo e o encalhe de peças, as marcas e lojas devem se atentar às tendências atuais para produzir e disponibilizar o produto que o consumidor deseja.

Está bem: agora já entendemos o que são as tendências, mas como afinal elas nascem? Quem dita a moda? Continue lendo e entenda esses processos!

Como são definidas as próximas tendências?

As tendências da moda não se criam sozinhas, o que significa que elas se originam das macrotendências de comportamento e de consumo, que são observadas a nível global. Leva-se em com quais são os movimentos e assuntos que estão influenciando a sociedade no momento, seja de forma cultural ou econômica.

Neste início de 2021, por exemplo, não tem como pensar em tendências globais e não pensar na pandemia de Covid-19: e isso mostra que, por mais que se reflitam em consumo e em expressões artísticas, não necessariamente as inspirações nascem apenas de questões positivas. Acontecimentos e correntes de grande proporção marcam o imaginário e a mente dos indivíduos e, portanto, as tendências podem se originar delas ou ainda aparecer como respostas.

No mundo da moda, esses comportamentos e posicionamentos são analisados e traduzidos no desenvolvimento de coleções, de peças e até mesmo de novas possibilidades

Para a definição das macrotendências, diversos profissionais, como sociólogos, psicólogos, economistas e cientistas, analisam minuciosamente o que está acontecendo na sociedade atual para, então, fazerem suas previsões. Dessa forma, conseguem entender quais comportamentos podem ser esperados das pessoas e dos grupos de acordo com o contexto em que estão vivendo. 

As tendências são estudadas, em geral, com certa antecedência (pelo menos 1 ano), para que haja tempo possível para a criação das peças que chamarão a atenção nos variados mercados e indústrias. 

No entanto, é claro, às vezes o inesperado toma conta, como é o caso da pandemia, que pouquíssimo tempo antes ninguém conseguiria prever — sendo assim, tanto a sociedade quanto o mercado vão, aos poucos, fazendo leituras da nova sociedade, transformando-se e adaptando-se.

Quando as macrotendências são “definidas”, cada nicho de negócio começa a estudá-las para, então, definir a melhor maneira de interpretá-las e de adaptá-las ao seu próprio mercado, buscando entender de quais maneiras elas são importantes para seu segmento. É dessa forma que nascem as tendências da moda. 

Das macrotendências às tendências de moda: estudos, criatividade e respostas.

Como aplicá-las em uma coleção de moda?

As tendências de moda surgem das macrotendências globais, mas como exatamente elas são traduzidas numa coleção? 

Quando acompanhamos, nas semanas de moda internacionais, os desfiles das grandes marcas, é possível perceber que não é exatamente aquilo que vai parar nas lojas: ao serem trabalhadas de formas mais artísticas e midiáticas, as tendências são apresentadas de forma mais “exagerada”, por assim dizer — enquanto suas versões que se tornam, de fato, produtos são ainda mais traduzidas.

Durante esse processo, equipes multidisciplinares de profissionais da moda reúnem tanto as áreas que estão mais próximas da pesquisa quanto as que estão mais próximas do público geral para traçar o caminho de transformar as inspirações em produtos tangíveis. Nesta jornada, o coolhunter é o profissional especializado justamente em interpretar tendências e guiá-las de acordo com as especificidades e possibilidades do negócio. 

Para criar uma coleção de moda, então, é preciso ter muita consciência do público-alvo de seu negócio, entender o perfil do possível comprador daqueles produtos, reunir as principais referências que aparecem no âmbito das tendências e que você deseja traduzir e começar, então, a desenhar e a produzir as possíveis peças.

É importante ter em mente que não é porque estamos falando de moda que absolutamente tudo será traduzido em cores, em estampas e em tecidos: o comportamento do consumidor e os valores que ele busca também fazem toda a diferença. 

No momento atual, por exemplo, nota-se uma forte tendência de busca dos consumidores por um mundo mais atento e sustentável, o que eleva, também, a necessidade de produzir moda consciente. O slow fashion vem ganhando cada vez mais espaço, assim como o minimalismo.

Mesmo com suas particularidades mais artísticas, a indústria da moda não deve deixar de prestar atenção a essas comportamentos mais amplos de consumo para entender melhor como atender aos seus possíveis clientes. É necessário estudar, inclusive, as melhores formas de vender a sua marca e cada uma das novas coleções. 

Agora que você já entendeu um pouco mais do assunto, continue acompanhando o nosso blog para conferir dicas e conteúdos sobre as principais tendências do momento para o setor! Para receber os textos direto em sua caixa de entrada, basta se inscrever na newsletter da Digitale Têxtil, preenchendo o formulário abaixo.

Fonte: Digitale Têxtil

https://news.quimiweb.com/como-nascem-as-tendencias-de-moda-e-como-...


Fonte: Publicado por Romildo de Paula Leite em 13 abril 2021 às 7:30 em OPERACIONAL