Imprensa

|

Notícias

22/01

Confiança do Comércio permanece acima dos 100 pontos, mas têm recuo em janeiro

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) teve queda de 0,2% em janeiro frente a dezembro, passando de 104,0 pontos para 103,8 pontos.

COMPARTILHAR:

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) teve queda de 0,2% em janeiro frente a dezembro, passando de 104,0 pontos para 103,8 pontos, na série com ajuste sazonal. Comparativamente a janeiro de 2018, a variação do ICOM foi de 9,9%, passando de 94,3 pontos para 103,6 pontos.

A retração do ICOM na margem refletiu a queda no Índice de Situação Atual (ISA), que teve a primeira queda desde maio de 2018, registrando 94,6 pontos depois de cair 2,6% em relação a dezembro – retração verificada em 5 dos 13 segmentos pesquisados. O índice de Expectativas (IE), por sua vez, teve o quarto aumento consecutivo na margem, com aumento de 1,9% ante dezembro, atingindo 112,9 pontos. Na comparação com janeiro de 2018, o ISA aumentou 7,8%, enquanto o IE registrou variação de 9,8%, alcançando maior valor desde fevereiro de 2011 (115,1 pontos).

Mesmo com a queda frente ao mês anterior, depois de três meses de alta, o resultado do ICOM permanece acima dos 100 pontos. Os resultados revelam que os empresários estão mais confiantes em relação ao mesmo período do ano anterior, tanto na avaliação da situação atual quanto com relação ao futuro. Entretanto, chama a atenção a primeira retração do índice de situação atual desde a greve dos caminhoneiros. Vamos aguardar as próximas divulgações para verificar se isso foi um movimento pontual ou se consolida uma tendência. As expectativas quanto ao futuro permanecem aumentando, mostrando confiança do empresariado nas promessas do governo se transformarem em políticas com impactos positivos para a economia.


Fonte: FGV/Fecomércio RS